O que me inspira?

Tenho me deparado (ao longo da vida) com a tal da Síndrome das Mil Abas.

O que isso significa? Basicamente, demoro o tempo de um piscar de olhos pra ter aproximadamente 50 abas abertas no meu navegador. Eu queria que o número 50 fosse um exagero dramático, mas… guess what.

Ok, mas… o que isso realmente significa? Que o hábito de procrastinar se manifesta nas mais diversas esferas dessa vida e se eu não quiser sofrer com isso pra sempre, devo mudar alguma atitude.

E é por isso que resolvi dar as caras aqui novamente. =)

Tenho percebido que várias dessas abas se devem a ter encontrado algo que me inspirou (sejam palavras, desenhos, fotografias) e as ter deixado abertas é para reler algum outro dia e me surpreender com a mágica da (re)interpretação. No caso das imagens, o Pinterest tem se mostrado uma ferramenta siginificativa. E, no caso das palavras, aqui estamos nós.

============

O texto de hoje é de uma pessoa que tive o prazer de conhecer pessoalmente. É dessas poucas que tive a sensação de conhecer de algum outro lugar antes do “dia em que a conheci”, mas nunca ter descoberto de onde. Enfim. Um tempão depois desse dia, encontrei essas palavras:

Se você quer saber das minhas qualificações profissionais está tudo no perfil no Linkedin. Vai lá e da uma olhada. Mas se você quer saber de uma pessoa de carne e osso continue lendo.

Já vivi o suficiente para saber que as experiências de vida são as que contam. Portanto deixe-me contar um pouco sobre mim. Morei em 14 casas, em oito cidades diferentes e dois continentes. Durante muitos anos a única coisa estável em minha vida foi a mudança. O foco no planejamento e organização fui aprendendo na prática, com os erros e melhorando com os acertos.

Morei fora do Brasil quando adolescente e voltei com a máxima de “faça você mesmo” e isso me influencia até hoje. Trabalhei como professora de inglês ao longo da faculdade e minha paixão pelas pessoas me levou a estudar tudo que estivesse relacionado a elas e descobri muito cedo que viajar é transformador! 

Conhecer lugares diferentes, aprender outros idiomas = novas formas de pensar, pois a língua que falamos estrutura nossos pensamentos. Ter a possibilidade de fazer amigos culturalmente diferentes e ao mesmo tempo tão semelhantes pessoalmente me faz crer que as viagens físicas são também viagens interiores, e essas podemos realizar independente de onde estivermos. Isto é o que muita gente chama deautoconhecimento.

Tenho duas filhas, inúmeros amigos, falo três idiomas e certamente os aprendizados mais importantes sempre acontecem na relação com as pessoas. Meu gosto pela leitura é compartilhado com alguns amigos e as trocas de livros é uma prática constante.

O envolvimento com trabalhos sociais, projeto e execução, acontece pela confiança que tenho nas pessoas. Isso me levou a ser facilitadora de processos de aprendizagem em lugares como: comunidades, escolas, faculdades, universidades, ONGs.

Mais do que conhecer aos outros, a chave está em conhecer-se a si mesmo. E essa não é uma viagem solitária, pois a identidade se revela na presença do outro. Conhecer o que gosto e não gosto tornam visíveis minhas fortalezas e necessidades de desenvolvimento. 

Se você achou que este texto é sobre mim deixe-me esclarecer que é sobre você. Você que leu até o final também deve estar ávido de histórias reais, com cheiros, toques e sabores. Você também está afim de uma vida menos plástico e mais … (complete como quiser).

O processo de Estratégia de Vida (Life Strategy) é uma das muitas possibilidades de você construir a vida que deseja. 

Lembre-se! A decisão é sua.

[as doces palavras são de Stella Bittencourt

e é possível encontrá-las por aqui.]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s