Gostaria de parar de imaginar tanto como as coisas poderiam ser e arriscar de uma vez; um olhar, uma palavra, um gesto;

Queria saber deixar claro como me sinto para as pessoas com quem me importo. Eu me embaralho tanto que acabo me perdendo de mim mesma;

A minha vida está se encaminhando pra um lugar legal. Mas alguma coisa faz com que eu sinta falta de algo que nem mesmo sei o que é;

Por que junto de uma solução têm que vir mil problemas?

Queria aprender a fazer mais coisas em casa, ser mais independente; antes me faltava vontade, hoje falta tempo;

Queria aprender um zilhão de coisas no lugar desse zilhão que estou aprendendo; espero que pelo menos sirva para alguma coisa isso tudo;

Queria que “Palpite” parasse de tocar mentalmente todo. santo. dia.

Por um momento, não seria nada mal a minha maior preocupação voltar a ser acabar logo de fazer os temas de casa para poder brincar;

Queria parar de me sentir velha, que o tempo passa mais rápido do que deveria, que nunca vai chegar a hora de fazer as viagens que sempre sonhei, que vou passar a vida inteira acumulando impostos pra esse governo de merda rasgar em seus paraísos fiscais às nossas custas;

Queria que o mundo fosse justo;

Queria que essa sensação de que sempre falta algo (ou alguém? vai saber) passasse de uma vez; seis anos já foram o suficiente para se fazer entender;

Queria saber escrever nas entrelinhas; mas, ao que parece, a sutileza foi toda para a minha expressão corporal. não sobrou um único grão para as palavras escritas.

droga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s