O brilho do espetáculo

Se você vive em uma cidade litorânea, saiba que eu te invejo. Não por tu te deparar todo dia com aqueles corpos suados circulando por aí, aquele cheiro repugnante de queijinho assado na hora ou a areia poluída pelo lixo que um dia jogamos no mar e no outro nos é devolvido. Não. Poucos espetáculos na vida são tão admiráveis quanto assistir o nascer do sol ao mar.

As minhas chances, por exemplo, se reduzem a no máximo 10 por ano. Nas outras vezes eu sempre deixava o sono ou a preguiça me vencer. Mas nesse ano a insônia fez questão de marcar presença. Aí é aquela história… Se a vida te dá limões, faça limonada. 4 horas da manhã e eu não conseguia mais dormir. “É hoje”, pensei.

Coloquei roupa de caminhada (afinal, deveria usar aquele calçadão à beira-mar alguma vez em 2012), tomei meu café-da-manhã, acordei minha mãe e me deparei, pela primeira vez, com uma cena que eu já estava acostumada há anos, só que ao contrário. Minha mãe pedindo só mais cinco minutinhos pra ficar deitada! Hahahaha

Ainda meio zonzas de sono, colocamos os pés na calçada e nos deparamos com… Nuvens! Sim, eu havia me preparado, acordado minha mãe, feito tudo mais cedo apenas pra assistir o nascer do sol e o que acontece? Não… Eu não podia acreditar. Insistentes, fomos caminhar mesmo assim. Foi quando, atravessando uma das ruas que acabavam na praia, enxergamos aquela bola laranja avermelhada refletindo seu brilho na água. Não sei como raios aquilo aconteceu. Eu poderia apostar que ia chover dali a 5 minutos!

Ficamos por um tempo ali, admirando aquele show à parte, fotografamos – claro – e fomos caminhar. O ar fresquinho da manhã batendo no rosto, músicas calmas embalando aquele momento… Até que, sabe-se lá de onde, surgiu uma estradinha de madeira na areia. Em todos os anos anteriores que eu estive ali, nunca tinha visto aquilo. Parecia formar um quadro perfeito. Mas, ao contrário dos quadros normais, aquele tinha movimento. Tinha como ficar melhor?

Até parece que eu ia deixar passar em branco uma cena dessas, né?

Quando tudo nos parece dar errado acontecem coisas boas que não teriam acontecido se tudo tivesse dado certo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s